notíciassbb


Desconstruindo o Esquecimento

Conforme o professor Dirceu Greco, membro do Conselho Científico da SBB, “pouca gente ficou sabendo, mas o Centro Cultural da UFMG está com uma exposição muito interessante sobre a ditadura”, mas que, por motivos alheios à vontade dos organizadores, não pode ocorrer em sua plenitude.

 

Como consequência, será finalizada no próximo fim de semana, no dia 30 de julho, “sem a visita de estudantes, sem reportagens nem nada”, o que é uma “lástima, pois a exposição, além de excelente, tem um papel importantíssimo nesse momento”.

 

A ideia então dos organizadores foi organizar um abaixo-assinado de professores da UFMG aos responsáveis, com o objetivo de estender e divulgar a exposição.

 

Formação histórica e democrática

Entre outros pontos, os professores da UFMG declaram-se “convictos do valor da primorosa exposição ‘Desconstrução do Esquecimento’ para a formação histórica e democrática  dos alunos e professores da UFMG e da sociedade em geral”, e, por isso, solicitam a ampliação do período de funcionamento da mesma durante o período letivo de 2017.

 

Apesar de admitir que o calendário do Centro Cultural daquela universidade “é organizado com antecedência e ajustado com parceiros”, os professores argumentam que uma exceção seria justificável “no presente caso, em que, mais uma vez, as forças mais reacionárias ameaçam aprofundar o Estado de Exceção em que, segundo vários juristas, já nos encontramos”.

 

Veja detalhes e compartilhar o abaixo-assinado pelo Blog, onde também é disponibilizado os nomes dos que já assinaram.