notíciassbb


O novo CID 11 e a saúde dos transexuais

Já era hora. Há mais de uma década sem revisão, a Organizaç]ao Mundial de Saúde (OMS) lançou, em 18 de junho, a nova edição da Classificação Internacional de Doenças (CID). Entre as atualizaççoes, uma é especialmente importante para o acesso à saúde das pessoas transexuais: a transexualidade deixou o rol de transtornos mentais (onde figurava como Transtorno de Identidade de Gênero) para fazer parte de uma nova categoria definida como "Condições Relacionadas à Saúde Sexual".

 

Na prática, espera-se que a mudança na definição não impeça o acesso a possíveis tratamentos, como terapias hormonais ou cirurgias de readequação sexual. Já está em estudo uma proposta que estabeleça uma categoria específica para as crianças com incongruência de gênero.

 

A seguir, os principais pontos das atualizações sobre a classificação da transexualidade de acordo com a coordenadora do Departamento de Saúde Reprodutiva e Pesquisa da Organização Mundial de Saúde (OMS), Lale Say:

 

1) A transexualidade passa a ser considerada uma "condição" e descrita como "uma incongruência marcada e persistente entre o gênero que um indivíduo experimenta e o sexo ao qual ele foi designado".
2) A categoria "Saúde Sexual" foi "criada para a CID-11 para dar espaço às condições relacionadas à saúde sexual, mas que não necessariamente se encaixam em outros capítulos da CID".
3) O avanço, por parte dos cientistas e especialistas, na compreensão
do que se entende por transexualidade, justificou a sua exclusão da classificação Distúrbio Mentais reduzindo, de forma impactante, a estigmatização dessa condição.
4) Espera-se que a inclusão da transexualidade na categorai "Saúde Sexual" aumente a aceitação social de pessoas que "vivem com incogruência de gênero".

 

Em tempo

 

A 11ª versão da CID também conta com novos capítulos, entre eles a Medicina Tradicional, que embora muito utilizada em todo o mundo, nunca havia sido classificada nesse sistema; Transtorno dos Jogos Eletrônicos (gaming disorder), adicionado à seção de distúrbios que podem causar adicção (comportamentos obsessivos); Estresse Pós-traumático que, com a redução de termos, tornando o diagnóstico mais simples. Também foram atualizados os códigos associados à resistência microbiana no sistema global de vigilância, permitindo um mapeamento real dessa resistência ao redor do mundo.

 

Saiba mais sobre a nova edição da CID-11 clicando AQUI.

 

Fontes:
WHO
Agência Brasil

 

Imagem home: hempmeds