notíciassbb


Antigo prédio do DOPS dará lugar ao Memorial dos Direitos Humanos com recursos do Fundo Estadual de Direitos Difusos (Fundif)

Centro de tortura durante a ditadura militar, o antigo prédio do Departamento de Ordem Política e Social (DOPS), localizado no centro de Belo Horizonte (MG), estará recebeu entre os dias 10 e 14 de dezembro a II Mostra de Direitos Humanos.

Fechada há aproximadamente um ano, a antiga sede do DOPS-MG dará lugar ao Memorial dos Direitos Humanos. O prédio, que na ditadura militar funcionou como centro de detenção, contabilizando inúmeros assasinatos, começou a ser reformada em dezembro, com recursos do Fundo Estadual de Direitos Difusos (Fundif).

No dia 4 de dezembro, a Secretaria de Direitos Humanos, Participação Social e Cidadania (Sedpac), em parceria com o Centro de Justiça de Transição da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), encerrou um ciclo de visitas guiadas ao imóvel, quando estiveram presentes ex-presos políticos, pesquisadores e estudantes. Jorge Pimenta Filho, médico psicanalista e ex-integrante da Ação Popular, havia sido detido e torturado no local entre janeiro e março de 1974. Um dos visitantes do local, o médico explica que muitos trabalhadores, como bancários, metalúrgicos, camponeses, além de índios, quilombolas e participantes do movimento de favelas de Belo Horizonte, foram presos nos anos de 1960. "O DOPS foi um órgão de repressão aos movimentos sociais e as pessoas detidas eram torturadas com choques elétricos, pau de arara e afogamentos”, relata Pimenta Filho.

Para a diretora de Verdade e Memória da Sedpac, a pesquisadora Vanuza Nunes, “os centros de memória, quando instalados, possibilitam à sociedade conhecer o que um dia se configurou como violação de direitos. Essa história pode vir para a área externa do conhecimento e permitir a não repetição do que aconteceu.”

O Memorial está localizado na Av. Afonso Pena, 2351. Centro, BH

Acesse a programação completa da II Mostra de Direitos Humanos AQUI


Fonte: brasildefato.com.br

Imagem: em.com.br