notíciassbb


Bioeticistas avaliam o legado de Leo Pessini

Em memória a Leocir Pessini, ex-superior geral da Ordem dos Clérigos Regulares Ministros dos Enfermos - Camilianos e um dos principais expoentes na discussão sobre bioética no Brasil, que faleceu em 24 de julho passado, o canal on-line do Instituto Humanitas Unisinos (IHU) publicou depoimentos de pesquisadores, que realizaram uma reflexão sobre o legado do bioeticista para a discussão interdisciplinar entre ética e saúde.

Christian de Paul de Barchifontaine, relações públicas das Organizações Camilianas; professor Márcio Fabri dos Anjos, que orientou as pesquisas de Leo Pessini na pós-graduação; e seus amigos e colegas pesquisadores de bioética, José Roque Junges, Volnei Garrafa, José Roberto Goldim e José Eduardo de Siqueira, recordaram a vida e a obra de Pessini. Os depoimentos foram enviados por e-mail para o IHU On-Line e podem ser acessados, na íntegra, AQUI.

Últimas entrevistas

Em janeiro de 2018, Leo Pessini concedeu uma entrevista ao IHU, intitulada “A crise nas instituições de saúde católicas e o desafio de ser um hospital de campanha”. Nela, analisou a situação dos hospitais confessionais e refletiu sobre a mensagem do papa Francisco para o dia Mundial do Doente.

No ano anterior, em 2017, na entrevista “Em busca de uma ética do cuidado e da proteção, e não da autonomia absoluta”, comentou o discurso do papa Francisco sobre o fim da vida e o tratamento sem obstinação terapêutica, dirigido aos participantes do encontro regional europeu da World Medical Association - WMA, realizada nos dias 16 e 17 de novembro, no Vaticano.

Fonte: Instituto Humanitas Unisinos

Acompanhe, também, um resumo da biografia de Leo Pessini publicada em nosso site.