notíciassbb


A Medicina e a Bioética perdem Regina Ribeiro Parizi Carvalho, referência na luta incansável pelos direitos humanos e pela bioética

A Sociedade Brasileira de Bioética comunica, consternada, o falecimento de Regina Parizi

 

 

 

É com imensa tristeza que comunicamos o falecimento da Prof. Dra. Regina Ribeiro Parizi Carvalho, ocorrido em 16 de junho de 2020.


Quem conheceu a Regina, nunca esquecerá aquela mulher forte, destemida, lutadora incansável pelos direitos humanos e pela bioética, professora exemplar na área da saúde coletiva e que cultivou amigos em todas as frentes que participou. Junto com o marido Eurípedes, batalhou pelo SUS, por saúde de qualidade para todos, pela democracia e enfrentava as adversidades sempre com intensidade e respeito por todos. Exerceu papel fundamental na fundação da Sociedade Brasileira de Bioética, em sua expansão e presidiu a Sociedade em dois períodos, nos biênios 2013-2015/2015-2017.

Graduada em Medicina pela Universidade Federal de Uberlândia (1979), mestre em Saúde Pública - Epidemiologia pela Universidade de São Paulo (1991) e doutora em Bioética - UNESCO/Universidade de Brasilia (2013), Regina foi a primeira mulher presidente de um Conselho Regional de Medicina do país, o Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo (Cremesp) durante dois períodos (de 1993 a 1995, e de 2000 a 2003). Também exerceu a vice-presidência do Conselho Federal de Medicina (CFM) de 1994 a 1999.

Médica do Centro de Desenvolvimento de Ensino e Pesquisa do Instituto de Assistência Médica ao Servidor Público Estadual - IAMSPE, lá foi docente estimada e respeitada para centenas de residentes. Teve participação intensa nas Câmaras Técnicas de Bioética dos Conselhos Regional de Medicina de São Paulo e Federal de Medicina. Membro do Conselho Consultivo da Rede Latino-Americana e do Caribe de Bioética/ UNESCO, atuou, além da bioética, na atenção à saúde, saúde global, bioética clínica e envelhecimento.

Esta é uma perda enorme para nós todos, família, amigos e para o país, neste momento tão grave que atravessamos – sua presença firme era um esteio para todos nós.

 

A Sociedade Brasileira de Bioética externa sua solidariedade ao Eurípedes e aos filhos, Matheus e Thiago, neste momento de tanta tristeza.

 

Regina presente!!