notíciassbb


FENTAS divulga Nota em solidaridade às famílias que perderam seus entes queridos durante a pandemia de Covid-19

O Fórum das Entidades Nacionais dos Trabalhadores da Área de Saúde (FENTAS)* divulgou, em 25 de junho de 2021, uma Nota de apoio e solidariedade a todas as famílias que perderam seus entes queridos durante a pandemia de Covid-19 no país.

 

O texto também faz alusão à grave crise sanitária, econômica, social e política vivida pelos brasileiros e brasileiras, responsável pela crise humanitária sem precedentes escancarada durante a pandemia.

 

Siga o documento, na íntegra:

 

 

*BASTA de genocídio!*
Nota de solidariedade e apoio às famílias das vítimas da Covid-19

 

 

Em março de 2020 eclodiu a Covid-19 no território brasileiro. E, diferentemente dos demais países, o Brasil tem se esquivado intencionalmente de suas responsabilidades na contramão da defesa das vidas, executando um projeto político nacional negacionista e de retroalimentação em torno da mentira e do descaso com a vida.

 

São mais de meio milhão de pessoas vítimas da Covid-19! E não se trata apenas de um número, mas sim de vidas que poderiam ter sido salvas se em nosso país prevalecesse a responsabilidade e o respeito à dignidade humana, com uma coordenação nacional aliada ao investimento e implementação de políticas públicas, pautada na atenção aos debates e às deliberações do controle social.

 

Não podemos nos calar diante desta situação de grave crise sanitária, econômica, social, política, que culminam em grave crise humanitária. Este cenário de incertezas e de desproteção às pessoas, que já viviam em contexto de aumento de desemprego, volta ao Mapa da Fome, ultraprecarização das relações de trabalho, reflexo dos ataques, retrocessos e desmontes de políticas sociais e retirada cotidiana de direitos, têm provocado uma série de prejuízos à classe trabalhadora, como o impacto sobre a saúde mental das pessoas em todo os ciclos de vida, a ausência de amparo a outros agravos à saúde, o aumento da desigualdade social, da fome e da miséria, etc. também são consequências desta política genocida, que tem resultado em mortes ligadas direta ou indiretamente à Covid-19.

 

Neste contexto de grandes perdas perdemos a companheira Simone Leite (Articulação Nacional de Movimentos e Práticas de Educação Popular e Saúde) e os companheiros Wanderley Gomes (Confederação Nacional das Associações de Moradores) e Fernando Maranhão de Araújo (Federação de Sindicatos de Trabalhadores Técnico-administrativos em Instituições de Ensino Superior Públicas do Brasil). Companheira e companheiros valorosos, militantes na construção por dias melhores a todas, a todos e todes!

 

Nosso abraço fraterno às suas famílias, em nome das quais estendemos a todas as famílias brasileiras que sofrem a dor da perda de seus entes.

 

O Fórum das Entidades Nacionais dos Trabalhadores da Área da Saúde (FENTAS) se solidariza com as famílias das vítimas da Covid-19 e reafirma que as entidades que compõem se manterão na trajetória de luta em defesa da democracia, dos direitos e da vida.

 

Convocamos todas, todos e todes a dizerem *BASTA ao genocídio em curso no país!*

 

#SimoneSemprePresente

#FernandoSemprePresente

#WanderleySemprePresente

 


 

*O FENTAS, uma assembleia nacional permanente, de representação ampla dos trabalhadores em suas diversas formas de organização, “é composto por entidades que representam todos os aspectos que compõem o processo de trabalho, seja na formação, regulamentação e nas relações de trabalho, por meio de associações nacionais de categoria, confederações nacionais de trabalhadores, conselhos federais de fiscalização do exercício profissional, e federações nacionais de categoria. É um fórum de articulação e deliberação política, com o objetivo de subsidiar e assegurar a representatividade e posição do fórum em defesa dos princípios e diretrizes do Sistema Único de Saúde, e de instrumentalizar a discussão e pactuação democrática do Fórum no Conselho Nacional de Saúde e nos demais espaços de articulação, debate e deliberação.” Carta de Princípios, 2001, reformulada em 2015.


 

PARA BAIXAR O DOCUMENTO ORIGINAL CLIQUE EM: nota-solidariedade-FENTAS