notíciassbb


Cientistas cubanos desenvolvem vacinas promissoras contra Covid-19: testes clínicos, já em Fase 3, comprovam eficácia e segurança

Neste 8 de julho de 2021, Cuba anunciou os resultados finais sobre a eficácia da vacina para Covid-19 Soberana 02 (FFR2) + Soberana Plus, já em testes clínicos de Fase 3. A análise foi realizada em condições epidemiológicas complexas e com um longo esquema de vacinação. O Instituto Finlay de Vacinas (IFV), de Havana, foi responsável pelo desenvolvimento dos imunizantes.

 

A combinação de duas doses da vacina Soberana 02 e uma da Soberana Plus no esquema de 0-28-56 dias apresentou eficácia de 91,2%. Os resultados foram obtidos por um Comitê Independente e, embora essa conquista científica já reúna o status de vacina, seu uso emergencial deverá ser autorizado pelo Centro para el Control Estatal de Medicamentos, Equipos y Dispositivos Médicos (Cecmed).

 

De acordo com o médico e bioeticista José Ramón Acosta Sariego*, os resultados são extremamente promissores: “Já temos duas vacinas em processo de registro: Abdala, com eficácia de 92,28%, e agora Soberana 02 + Soberana Plus, com 91,2%”, informa confiante. E completa “Agora é preciso que a aliança Argentina-México-Cuba se concretize e produza vacinas de baixo custo em quantidade suficiente para resolver as questões de imunização na América Latina e no Caribe. É muito importante evitar que isto se politize e inicie uma propaganda doentia da ‘vacina de Castro Chavista’ ou das ‘vacinas com nanochips comunistas’, e tantos outros absurdos...”

 

Diferentemente da Soberana 02 + Soberana Plus, a vacina Abdala foi desenvolvida pelo Centro de Engenharia Genética e Biotecnologia (Cuba). Mas é preciso enfatizar que muitas instituições científicas e de saúde, embora independentes, se uniram em perfeita sintonia para avanços nas pesquisas sobre os imunizantes para o combate à Covid-19.

 

Em tempo

 

Cuba tem uma vasta experiência no desenvolvimento de vacinas e há mais de três décadas produz grande parte dos imunizantes utilizados por sua população.

 

No caso dos imunizantes anti-Covid, os pesquisadores cubanos utilizaram uma tecnologia chamada "vacina de subunidade", quando proteínas derivadas do vírus, aliadas a outras proteínas, são usadas para desencadear uma resposta imunológica.

 

A vacina Soberana 02 (FFR2) utiliza proteína RBD monomérica recombinante do vírus, conjugada quimicamente à toxoide tetânica, e adicionada em hidróxido de alumínio para aplicação intramuscular. Já a Soberana Plus utiliza proteína RBD dimérica recombinante do vírus, adicionada em hidróxido de alumínio para aplicação intramuscular.

 

Acesse a notícia em seu canal original: Esquema de Soberana 02 + Soberana Plus alcanza 91,2% de eficacia (+ Video)

 

*Acosta é médico, PhD., Mestre em Bioética, Professor Titular da Universidade de Ciências Médicas de La Habana; Presidente del Comité de Ética de la Investigación Científica del ICBP “Victoria de Girón”; Membro do Comité Internacional de Bioética da UNESCO; Vice-Presidente da Red Latinoamericana y del Caribe UNESCO; Membro do Comité Nacional Cubano de Bioética.

 

Fonte: http://www.cubadebate.cu/