notíciassbb


CFM e seu papel na pandemia de Covid-19 foi tema de debate virtual promovido pelo Grupo Alvorada-MG. Reveja! Compartilhe!

 


 

Na noite de 9 de agosto, o Programa  Alvorada Saúde, do Grupo Alvorada* (BH-MG), realizou um encontro virtual com Dirceu Greco, médico infectologista, Professor Emérito da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e presidente da Sociedade Brasileira de Bioética (SBB). para debater O papel (vexame) do Conselho Federal de Medicina (CFM) sobre o enfrentamento da pandemia de Covid-19 no país.

Além de manifestar apoio explícito a um governo que vem, sistematicamente, destruindo as bases civilizacionais de nosso país, editou um parecer (Parecer CFM N° 04/2020, de 17/03/2020) que autoriza os médicos a prescreverem medicamentos sabidamente ineficientes contra a doença. Também se omitiu em inúmeras situações de descalabro da saúde pública promovidas por este desgoverno, como demora na compra de vacinas, déficit de leitos hospitalares, falta de oxigênio em Manaus, entre outras situações.

O debate ocorreu no formato de uma roda de conversa entre Greco, a médica psiquiatra Vera Prates, como membro da Associação Brasileira de Médicas e Médicos pela Democracia - ABMMD Naciona; o médico cirurgião Evilázio Teubner, ex-conselheiro federal, e contou com a mediação de Jader Campomizzi, membro da executiva estadual da ABMMD/MG.  

 

O encontro foi produzido pelo Canal Coletivo Alvorada.

 

Se você perdeu ou quer rever esta webinar, CLIQUE AQUI



*O Coletivo Alvorada é formado por um grupo de amigos que trabalha incansavelmente na produção de adesivos, bottons, faixas e camisetas com mensagens e dizeres em favor da democracia no país. A iniciativa surgiu em Belo Horizonte, em meio à luta contra o golpe de 2016, e reúne ativistas de esquerda para a construção de ações de impacto nas ruas, nos shoppings, mercados e junto a outros movimentos populares. O grupo foi ganhando visibilidade e hoje já conta com núcleos em outras cidades do país, como Rio de Janeiro e Florianópolis, e até mesmo nos Estados Unidos e em alguns países da Europa. As ações organizadas pelo coletivo são abertas e podem ser acessadas pelo FB da entidade.