notíciassbb


Casos de infecção por coronavírus e influenza H3N2 se alastram pelo país exigindo responsabilidades éticas e morais

"Ômicron e influenza avançam no país colocando em risco nossa já tão frágil estabilidade sanitária. Usar máscaras e respeitar o isolamento social são compromissos morais que evidenciam nossa ética social e respeito aos nossos semelhantes."

 

 

Com a frase acima, a presidente da Sociedade Brasileira de Bioética (SBB), Elda Bussinguer comentou o aumento desenfreado de casos de dupla infecção pela variante Ômicron e pelo vírus da influenza pelo país.

 

Para ela, "O desejo de transitarmos em liberdade e satisfazermos nossos justos anseios  de convívio social não pode se sobrepor à nossa responsabilidade  com a vida e a saúde daqueles com os quais convivemos nos núcleos familiares e afetivos  mais próximos  e nem mesmo à nossa responsabilidade para com todos os outros membros que compõem nossos grupos sociais ampliados, seja no trabalho, nas ruas, nas igrejas  ou nos espaços de lazer, como bares, restaurantes, shopping centers, etc.  As máscaras e o distanciamento social continuam a ser um imperativo ético nesse momento em que as viroses respiratórias como a influenza e a variante Ômicron avançam pelo país e pelo mundo."

 

Resultado da circulação de pessoas por ocasião das festas de final de ano e o consequente relaxamento das medidas de prevenção, como uso de máscaras e higienização constante das mãos, os novos casos dessa dupla infecção também estão associados à nova cepa do coronavírus extremamente transmissível e à ausência da cobertura vacinal específica para o vírus da influenza H3N2.

 

Mas, importante enfatizar que as medidas de prevenção devem ser observadas sem trégua. A pandemia de coronavírus não acabou. Não é o momento de flexibilização de contatos sociais ou de relaxamento sanitário. E vacinar-se com todas as doses disponíveis, incluindo a de reforço, sem qualquer dúvida, reduz casos graves e óbitos, evitando - novamente - o colapso do setor de saúde, público e privado.