notíciassbb


Entrevista de Fernando Hellmann sobre o caso Prevent Senior: transgressão ética na história da gestão em saúde no país

 
Fernando Hellmann (arquivo pessoal)

 

O caso Prevent Senior tornou-se, ao final de 2021, um dos maiores escândalos revelados pela CPI da Covid-19, realizada pelo Senado Federal. Demonstrou a transgressão da ética e da integridade da pesquisa científica no Brasil inimaginável em todos os cenários, mas especialmente considerando o caos pandêmico vivido pelos brasileiros que necessitavam de atendimento humanizado e transparente, tanto na saúde pública quanto na privada.

 

O relato do pesquisador e professor Fernando Hellmann*, doutor em Saúde Coletiva, em entrevista especialmente concedida por e-mail ao Instituto Humanitas Unisinos – IHU, permite concluir que o caso beira o horror e alerta para que o ocorrido não seja esquecido. E mais: é imprescindível seu acompanhamento para que a punição dos envolvidos aconteça de forma exemplar, evitando que situações semelhantes se repitam: “O caso Prevent Senior e a gestão da pandemia no Brasil são uma tragédia anunciada já descrita nos anais da história”, assegurou Helmann.

 

Reproduzimos, a seguir, algumas aspas do professor. Ao final delas, o acesso à íntegra da entrevista.

 

"A pandemia de Covid-19 no Brasil tem demonstrado que as mais de 620 mil mortes são mais que fenômenos biológicos, são também processos sociais, éticos e políticos."

 

"É preciso aprender com as experiências vivenciadas, é preciso fortalecer as instituições públicas, fortalecer a ciência e a ética em pesquisa para que as tomadas de decisões que afetam a vida de milhares de pessoas sejam prudentes."

 

"Mesmo aqueles que podemos classificar como negacionistas, tentam revestir de discurso científico suas práticas, embora de modo retórico e falacioso, portanto, pseudocientífico. Ou seja, basta se pautar na arte da eloquência que seus argumentos pseudocientíficos passam a ter uma roupagem científica."

 

"O estudo (... da Prevent Senior), que apresentou várias falhas metodológicas, éticas e de integridade científica, serviu para mudar a imagem da empresa e criar falsa esperança nos segurados da operadora, de modo que estes se sentissem tratados preventivamente e não buscassem cuidados médicos no tempo oportuno."

 

"Consta no relatório da CPI da Covid que a Prevent Senior cunhou, inclusive, a expressão “Golden Day”, se referindo ao melhor dia para o início da utilização do kit Covid."

 

"A Prevent Senior possui médicos próprios, unidades hospitalares próprias, de modo que é a empresa que autoriza ou não os procedimentos médicos complexos e caros. Neste caso, muitas vezes os interesses do lucro se sobrepõem às necessidades reais do paciente."

 

"Um país que tem um sistema universal de saúde e garante o direito à saúde como dever do Estado pode ter um orçamento público menor do que os gastos privados?"

 

"A solução é o fortalecimento do Sistema Único de Saúde, é a ampliação do financiamento público, o fortalecimento dos órgãos reguladores e das redes de atenção à saúde, a qualificação dos gestores da saúde pública, os quais devem ser muito mais pautados por critérios técnicos do que por indicação política."

 

"A CPI da Covid do Senado Federal, bem como a CPI da Câmara Municipal de São Paulo, somadas às denúncias jornalísticas, deram luz a uma fraude científica perversa e expuseram os riscos aos quais os usuários de planos de saúde privados estão submetidos."

 

"A autonomia médica se dá dentro daquilo que é comprovado pela ciência, o que não foi o caso frente aos referidos medicamentos indevidamente testados."

 

"Entendo a saúde não enquanto mercadoria, mas sim como direito do cidadão e dever do Estado. O caso da Prevent Senior escancara que, quando a saúde é tomada como mercadoria com a finalidade de lucro, os melhores interesses dos pacientes ficam em segundo plano."

 

"A relação entre o bolsonarismo e a Prevent Senior é evidente e inegável. Entre elogios à empresa e críticas ao Sistema Único de Saúde, Jair Bolsonaro e seus filhos Flávio e Carlos defenderam o kit Covid e divulgaram em suas contas no Twitter."

 

Acesse a entrevista na íntegra clicando em:

 

Caso Prevent Senior é um capítulo de horror e transgressão ética na história da gestão em saúde no Brasil. Entrevista especial com Fernando Hellmann

 

Fonte: IHU - Instituto Humanitas Unisinos

 

* Hellmann é doutor em Saúde Coletiva e professor no Departamento de Saúde Pública e no Programa de Pós-graduação em Saúde Coletiva da Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC. Ainda atua como professor visitante na Escola de Saúde Pública da Universidade de Montreal, Canadá. Também é coordenador-adjunto do Comitê de Ética em Pesquisa da Secretaria de Estado da Saúde de Santa Catarina.