notíciassbb


SBB assina Manifesto da Frente Pela Vida pela democracia, em apoio ao candidato Luiz Inácio Lula da Silva para a presidência

Os riscos à Democracia Brasileira estão cada vez mais evidentes,
exigindo de todos os que a defendem assumir posicionamentos públicos,
firmes e urgentes

 

Nesse sentido, a Sociedade Brasileirade Bioética decidiu, juntamente com as mais de 600 entidades que compõem o movimento social Frente Pela Vida, assinar a carta de apoio à candidatura de Luiz Inácio Lula da Silva à presidência da República, considerando ser este o único candidato, com perfil democrático, em condições de vencer o pleito das próximas eleições.

 

A difícil decisão de apoiar uma candidatura, o que não seria natural em uma sociedade plural como a nossa, decorre, fundamentalmente, da compreensão de que o país vive uma crise sem precedentes, na qual a Constituição, as instituições democráticas, os Direitos Humanos Fundamentais e a Democracia encontram-se sob risco e precisam ser protegidas.

 

Pedimos a todas e todos que apoiam essa decisão que compartilhem a carta, que reproduzimos na íntegra, a seguir...

 

 

MANIFESTO FRENTE PELA VIDA APOIA AS CANDIDATURAS DO LULA E ALCKMIN
PARA PRESIDENTE E VICE-PRESIDENTE DO BRASIL

 

A conjuntura nacional neste 2º. semestre de 2022 se caracteriza pela disputa polarizada entre projetos antagônicos de país. O primeiro, de defesa da democracia, associada a políticas sociais de proteção e bem-estar social, representadas pelas candidaturas de Lula à presidência da República e de Alckmin à vice-presidência. O segundo projeto, representado pela reeleição do atual governo, significa o aprofundamento do autoritarismo e do fascismo associado a políticas neoliberais e regressivas dos direitos humanos e sociais. Considerando que a candidatura Lula é, neste momento, a única capaz de derrotar o projeto do atual governo, a Frente pela Vida torna pública sua posição de apoio à chapa Lula e Alckmin para presidente e vice-presidente nas eleições de 2022.

 

Desde o golpe de 2016, o povo brasileiro enfrenta um ataque sem trégua às políticas sociais e a todo o sistema de proteção instituídos na Constituição de 1988. Tal investida teve início com a aprovação da EC 95, que congelou o investimento público por 20 anos, e foi seguida pelo estabelecimento, a partir de 2018, de um governo autoritário que ampliou a apropriação dos fundos públicos pelo setor privado. À política econômica neoliberal o atual governo acrescentou o estímulo à violência e ao ódio, uma maior liberalidade à aquisição e posse de armas, destruição da natureza, perseguição a lideranças dos movimentos sociais e ataques permanentes às instituições públicas e à democracia.

 

Com a pandemia de covid-19 ficou explícito o projeto de morte deste governo. Além do abandono da população frente à pandemia, sua necropolítica atingiu e segue atingindo, principalmente, pobres, negros, populações periféricas, populações indígenas, caracterizando um genocídio.

 

Neste cenário de barbárie, o Sistema Único de Saúde demonstrou seu gigantismo frente à pandemia, ancorado no heroísmo de trabalhadoras e trabalhadores da saúde. Diante do grave desfinanciamento, é urgente uma política de financiamento federal do SUS que garanta a universalidade, a integralidade, a equidade e a gestão tripartite, priorizando a Atenção Básica como a rede ordenadora dos cuidados de saúde e incrementando medidas que possam melhorar as condições de funcionamento, mantendo-o como um sistema 100% público, de direito universal e financiamento estatal.

 

As diretrizes centrais para uma política de saúde estão expressas na Carta Compromisso da Frente pela Vida entregue ao ex-presidente Lula por ocasião da Conferência Nacional Livre Democrática e Popular de Saúde, realizada em 5 de agosto de 2022, em São Paulo.

 

Chamamos o voto em Lula e Alckmin para presidente e vice-presidente do Brasil, assim como também consideramos fundamental eleger governadores e representantes ao Senado Federal, à Câmara de Deputados e às Assembleias Legislativas para compor bancadas antifascistas, em defesa da democracia, das políticas sociais e do SUS, em particular.

 

24 de agosto de 2022

Frente Pela Vida

 

ACESSE O MANIFESTO EM PDF