notíciassbb


Desabamento em SP: descaso ou falência do setor público? Ambos.

Assistimos, estupefatos e indignados, ao desabamento de um prédio no centro de São Paulo na última terça-feira, feriado do Dia do Trabalho. Ex-sede da Polícia Federal, ex-sede do INSS, agora é ex-sede de pessoas que, sem qualquer opção de moradia decente, se veem no centro de um jogo de empurra-empurra (como sempre...) pelas causas da tragédia. Tragédia anunciada.

Será mesmo preciso chegar neste prá lá do fundo do poço para que as autoridades (?) se mobilizem para realizar vistorias urgentes nos mais de 70 prédios há anos totalmente abandonados somente aqui na cidade de São Paulo, e sem a menor condição de moradia? Será que isso basta? O dia a dia dessas famílias, formadas por homens, mulheres, idosos e crianças, mudará em algum ponto apenas com essa proposta emergencial? Sim, são várias as perguntas. A enorme maioria sem respostas.

Algumas soluções nós, cidadãos comuns, temos em mente, como liberar reformas desses prédios abandonados, de alguma forma tornar possível aos moradores vulneráveis a aquisição social desses espaços, e até mesmo retomar a construção de moradias simples, mas dignas para essas famílias, com energia elétrica, saneamento básico e, se possível, próximas aos locais de trabalho das pessoas.

O poder público não pode se eximir dessa responsabilidade. E transferir a culpa pela tragédia a quem quer que seja, não irá resolver o problema nem em curto, médio ou longo prazo. Infelizmente.

 

 

Imagem: diariocachoerinha.com