notíciassbb


Frente pela Vida: calamidade sanitária no país gera apelo oficial a organismos internacionais, entre eles OMS e ONU

Diante da calamidade pública que vive o país, as entidades que compõem a Frente Pela Vida acionaram a Organização Mundial de Saúde (OMS/WHO) e o Conselho dos Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas (OHCHR-UN), apelando para que alertem o governo brasileiro quanto às consequências, no plano nacional e internacional, da descoordenação das ações de Saúde Pública e do descontrole da pandemia de Covid-19.

Em cartas encaminhadas a Harsh Vardhan e Tedros Adhanom Ghebreyesus, respectivamente, Presidente do Conselho Executivo e Diretor Geral da Organização Mundial da Saúde (OMS/WHO), e a Michelle Bachelet, Alta Comissária dos Direitos Humanos, a Frente e o Conselho Nacional de Saúde (CNS) destacam que a pandemia no Brasil tornou-se uma ameaça à saúde global. As cartas levam um apelo para que se exija do governo brasileiro o cumprimento dos tratados e das resoluções internacionais dos quais a nação é signatária.

A missiva à OMS foi oficialmente entregue nesta segunda feira, 8 de março de 2021, pelo presidente do CNS, Fernando Pigatto, a Socorro Gross, representante da Organização Panamericana de Saúde no Brasil, em Brasília, que a fará chegar aos altos dirigentes desse importante órgão da governança internacional.

 

A Sociedade Brasileira de Bioética, uma das entidades integrante da Frente, apoia integralmente a iniciativa e a formalização na entrega das cartas, ratificando a urgência em divulgar oficialmente as entidades internacionais de saúde e de direitos humanos sobre o caos sanitário que se encontra a população brasileira em razão da total ausência de gerenciamento do governo federal para o enfrentamento da pandemia de Covid-19, que avança exponencialmente pelo país.

Acesse, na íntegra, o documento em português e inglês, realizando o download nos links abaixo...

ONU-portugues


ONU-ingles

 


Frente pela Vida